Home » Archive

Articles tagged with: electro

[8 abr 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 303 views]

Hoje temos novidades de dois artistas que conseguem fazer muito bem pontes tanto entre a dance music e o pop quanto entre o mainstream e o underground. Breakbot vem com a nova track Peanuts, ao mesmo tempo em que Jessie Ware surge com o clipe de Imagine It Was Us – faixa bônus de seu primeiro disco, com produção assinada pelo bamba Julio Bashmore.

Pra curtir numa boa esse final de segunda-feira.

[5 abr 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 515 views]

E AINDA VAMOS DIZER ‘VEREMOS’

Toro y Moi mais uma vez com bons vídeos pra excelentes tracks. Em Never Matter temos um bom exemplo de como divulgar o seu trabalho pro povo via mundo offline. Destaque pro Ronaldinho Gaúcho curtindo aos 02:45’.

Clipes pra remixes não aparecem com tanta frequência, mas aqui temos um exemplo bem bacana com. Spring vibezzzz, pura alegria e uma campanha para salvar as serei@s.

Django Django e o clipe-documentário de uns indianos muito doidos.

Dos motoboys acrobatas da Índia aos King of Fighters da Bolívia. MyCool Reporter pegando hoje.

Não fiquei satisfeito com nenhuma das opções que eu tinha aqui pra fechar o post [leia-se nenhum vídeo decente com mulher pelada], então achei melhor encerrar com esse cachorro que dança salsa.

[4 abr 2013 | por Flávio Lerner | 7 Comentários | 713 views]

Se o teasing já tava foda, imagina só o que viria depois.

O Daft Punk soltou ontem na web o primeiro capítulo de The Collaborators – série que reúne os nomes que pegaram junto na produção de Random Access Memories (Columbia, 2013) –, contando com entrevista com ninguém menos que Giorgio Moroder. O lendário produtor revela detalhes dos bastidores com o duo francês, fala sobre dança, cultura DJ, música eletrônica e também conta umas historinhas triviais da sua pacata vida – do tipo como ele revolucionou a disco e a dance music produzindo a Donna Summer. Só isso.

Não sei vocês, mas depois que eu vi isso, botei ainda mais fé que esse disco vai ser o lançamento mais importante dos últimos sei lá quantos anos.

 

~~DiCa Do DiA~~: já vazou tanta produção se passando por track nova do Daft Punk que dava pra montar um álbum duplo só com os vazamentos fakes. Tudo o que se tem de oficial são os dois samples de 15 segundos que foram apresentados nos comerciais do SNL. Não deve sair nenhuma música nova dos caras tão cedo, mas, na dúvida, é só acompanhar a fanpage e o site oficial do novo álbum. Vencedores não usam plágios.

[1 abr 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 366 views]

E o Boys Noize, comemorando o centésimo lançamento da sua label Boys Noize Records, veio com duas tracks suas remixadas por ninguém menos que o Justice e os Chemical Motherfucking Brothers. Quem pode, pode…

XTC nas mãos do Chemical Brothers é puro techno:

E a sensacional Ich R U, que já teve um dos melhores vídeos de todos os tempos da última semana, ganhou toda uma pompa prog e épica ao ser retrabalhada pelo Justice:

[25 mar 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 301 views]

OBA JÁ CHEGOU A SEGUNDA FEIRA AMIGUINHOS! [via @DicasdoDollynho]. As músicas da vez [além dos novos 15 segundos liberados pelo Daft Punk] são as novas de Postal Service – o sr. Death-Cab-ex-Deschanel tá pouco a pouco voltando com seus projetos clássicos, hein? – e Fryars, projeto promissor apresentado aqui um tempinho atrás.

[22 mar 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 542 views]

O som é tão bom quanto o nome. French Kiwi Juice, ou FKJ, é um DJ e produtor francês que a recém começou a lançar suas músicas por aí. Pra quem procura algo na pilha da nu-disco e do electro-boogie, uma mistura house music  funkeada com bastante groove e melodia, certamente vai se lambuzar com esse suco [muito boa essa, já posso ser publicitário].

Do até então pouco material disponível, os destaques são a track Lying Together e The Twins, único EP lançado pelo cara até agora.

A produção mais nova So Much To Me e Iceberg Slim – esta feita em parceria com Cézaire – também são deliciozzas.

[22 mar 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 565 views]

Em 2009, o Metronomy mudou radicalmente sua formação: do até então trio, saiu Gabriel Stebbing, enquanto Anna Prior e Gbenga Adelekan se uniram a Joseph Mount e Oscar Cash pra lançar The English Rivieira (Because Music, 2011). O grupo, mesmo atingindo outro patamar, não sofreu alterações radicais no seu núcleo com essa mudança. Isso porque esse núcleo é justamente a figura de Joe Mount; o Metronomy sempre foi e ainda é o resultado das ideias de seu vocalista, com eventuais colaborações dos outros integrantes.

Nesses últimos quatro anos, poucos sabiam ou sequer ligavam sobre qual o fim de Gabriel. Até mesmo porque, o Metronomy viveu a melhor fase da sua carreira com a nova formação. Eis então que aparece o projeto Night Works, o novo nome de guerra de Stebbing. Com o lançamento de Urban Heat Island (Loose Lips, 2013), podemos ver que o músico é capaz de compor algumas canções interessantes aqui e acolá; nota-se uma linearidade interessante permeada por uma pegada dreamy ao longo do disco, mas o conjunto não passa de ser razoavelmente bom – ou, pros mais cruéis, um Metronomy da segunda divisão. Só que uma faixa foge da regra.

Long Forgotten Boy é, disparada, a melhor música de Night Works. Em uma audição descomprometida do álbum, ela se salienta fácil, fácil. E agora adivinhem só quem assina a produção da track? Isso aí, Joe Mount.

E aí depois eu digo que o seu Joe é um dos grandes gênios da música contemporânea e as pessoas acham que eu tô exagerando…

[21 mar 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 373 views]

Quem acompanha de perto sabe que o Kindness e o Blood Orange são grandes amigos, além de trabalharem em estéticas bem semelhantes – pratcament um Chromeo y Mayer Hawthorne, só que com menos puxação de sardinha mútua e amor reprimido. Nada mais natural que logo surgisse uma releitura esperta no meio.

Cyan, uma das boas músicas de um dos bons álbuns de 2012, caiu muito bem nas mãos do Blood Orange.

Lembra da original?

[15 mar 2013 | por Flávio Lerner | Um Comentário | 1.237 views]

Sim, são eles.

Começamos com Alan Braxe e a máquina do tempo mais tranzuda desde o DeLorean.

Quem nunca foi pego espiando a vizzinha no banho e ficou tão constrangido a ponto de ir no terapeuta e depois decidiu virar pintor até ser zoado por uns pichadores [não é piche, é grafite!] que atire a primeira pedra.

Внимание: Этот сайт содержит сексуальные фотографии дЕ своим друзьям и близким. одиноких матерей хотят хуй! организовать компаньон ебать сегодня!

Caramba Ray Wise, não sabia que você tinha uma voz tão bonita. Pratcament o Neyma Togrosso dos USA. [+++ cheerleaders, ninjas e C@v@lo]

Foals por aqui DE NOVO?! Achei até desnecessário eles tentarem repetir Spanish Sahara com essa música, mas o vídeo é absurdamente foda [literalmente RS].

 

[13 mar 2013 | por Flávio Lerner | Nenhum Comentário | 391 views]

 

¿¿¿eL iMpErIo DeL sOl???

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...